segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Lançamento: dia 1 de Novembro


Venho neste post informar que o lançamento do livro será no dia 1 de Novembro, no Onda Jazz, em Lisboa. Assim que saiba a hora certa e a morada do local, colocarei aqui essa informação.
Note-se que o livro será lançado no dia 1 de Novembro, mas depois ainda leva algum tempo (no máximo um mês, segundo informação da editora) a estar distribuído em todo o país e, logo, a estar disponível nas livrarias. Quem tiver interesse, poderá ter acesso ao livro na net e neste site (quando chegar a altura, falarei nisso aqui) e até pode haver livrarias a que chegue rapidamente, mas no geral levará algum tempo a chegar às livrarias. O melhor é, caso alguém queira dar uma vista de olhos nele, contar em conseguir encontrá-lo nas livrarias só em Dezembro ou próximo disso.


Aqui fica uma sinopse parcial do livro (ela estará permanentemente na barra lateral direita deste site, para fácil acesso dos visitantes):

Esta é a história de uma comunidade de anões, os Anões da Luz, que possui uma magia muito poderosa (a qual eles não sabem utilizar a não ser para fazer o bem) e vive em harmonia, na sua aldeia, longe de todo o mal e sem ter sequer a verdadeira consciência de que, fora da sua comunidade, há seres muito diferentes deles, seres capazes de fazer o mal para atingir os seus fins. O responsável pela poderosa magia deste grupo de anões é Sulti, o feiticeiro da comunidade, sem a presença do qual a magia não funciona. Um dia, a aldeia dos Anões da Luz é invadida por um grupo de homens, que querem raptar o feiticeiro, para assim obter a magia dos anões e o poder que esta confere. Os anões tentam defender-se usando a magia, mas, perante a assustadora visão das armas e do que estas são capazes de fazer (os anões não faziam ideia de que existiam tais objectos), o feiticeiro não consegue pôr em prática a sua magia e acaba por ser raptado pelos homens. É assim que um grupo de anões decide deixar os restantes habitantes da comunidade e partir numa perigosa viagem até à Floresta da Escuridão, onde vivem os homens, para tentar resgatar Sulti, o feiticeiro...

2 comentários:

Jorge Martins disse...

Queria dar-lhe os parabéns por escrever com base no "imaginário".
Embora seja necessário ler a sua obra, para construir uma opinião crítica e construtiva, gosto da sua base de trabalho.
É necessário coragem para o fazer porque não é fácil. Por trás, deve estar um trabalho de investigação na área do "mundo" arquetipal, do imaginário, mesmo da ciência, para eleborar um trabalho final coerente.
Um dos maiores escritores portugueses deste género literário é Alvaro de Magalhães, cuja obra "A ilha do Chifre de Ouro" é uma referência.
Ficarei à espera do seu livro.

Jorge Martins
(Blog: Mediadores, livros e leitores)

Ana C. Nunes disse...

Parece muito interessante e parabéns por seres editada.
Desejo que o teu talento te leve longe! (no bom caminho, claro está)